O que é uma deficiência de colina?

Uma deficiência de colina ocorre quando não há um nutriente suficiente conhecido como colina no organismo. A colina é um tipo de aminoácido que normalmente é agrupado com as vitaminas do complexo B. Alguns dos possíveis sintomas de uma deficiência de colina incluem fadiga, danos ao fígado ou rins ou hipertensão. O tratamento normalmente consiste em adicionar mais colina à dieta, embora danos permanentes nos órgãos possam ocorrer nos casos mais graves. Quaisquer perguntas ou preocupações individualizadas sobre uma deficiência de colina devem ser discutidas com um médico ou outro profissional médico.

Alguns dos primeiros sintomas de uma deficiência de colina podem ser confundidos com uma variedade de outras condições médicas e podem incluir fadiga, problemas musculares ou nervosos e insônia. Exames de sangue ou urina podem indicar que o fígado ou os rins não estão funcionando adequadamente. O sistema circulatório pode ficar comprometido devido ao acúmulo de gorduras no sangue.

Aqueles que não comem carne ou outros produtos de origem animal são particularmente vulneráveis ​​ao desenvolvimento de uma deficiência de colina, assim como as pessoas que comem apenas claras de ovos em vez de ovos inteiros. Consumir grandes quantidades de álcool regularmente também pode aumentar os riscos de desenvolver essa condição. Estudos indicaram que uma grande porcentagem da população não consome quantidades adequadas de colina.

A colina é um componente importante na regulação do metabolismo e na manutenção da saúde do cérebro. Este nutriente também ajuda a reduzir a inflamação no corpo e apoia a saúde do sistema nervoso. Todas essas funções corporais podem sofrer quando uma deficiência de colina está presente.

O tratamento para uma deficiência de colina, especialmente nos estágios iniciais, é simplesmente uma questão de adicionar mais colina à dieta. Alguns alimentos que são ricos em nutrientes incluem soja, gemas de ovos e manteiga de amendoim. Outras fontes de alimentos incluem tomate, batata e leite. Além de adicionar esses alimentos à dieta, suplementos nutricionais que contêm colina estão prontamente disponíveis na maioria das farmácias e podem ser particularmente úteis para quem tem sintomas graves.

Se uma deficiência de colina não for diagnosticada com precisão ou se não for tratada por um período prolongado, podem ocorrer danos permanentes ao fígado ou rins. Dependendo da gravidade do dano, pode ser necessário fazer diálise renal ou um transplante de fígado. Essas complicações potencialmente fatais podem ser evitadas com uma dieta saudável e exames regulares por um médico.

OUTRAS LÍNGUAS

Este artigo ajudou você? Obrigado pelo feedback Obrigado pelo feedback

Como podemos ajudar? Como podemos ajudar?