O que é o corno anterior?

O corno anterior faz parte da substância cinzenta da coluna vertebral que se estende ao longo da frente da estrutura do cordão. A medula espinhal progride junto com a coluna vertebral para formar o principal elemento espinhal do sistema nervoso central do corpo. O chifre anterior também é chamado de cornu anterior, e outros especialistas médicos também podem chamá-lo de coluna anterior ou chifre ventral.

Como parte da medula espinhal maior, o corno anterior possui vários neurônios motores que ajudam a transmitir sinais críticos no sistema nervoso. Muitos destes têm a ver com toque e sensação. A substância cinzenta macia desses elementos espinhais é flexível, mas vulnerável a alguns tipos de cáries.

Algumas doenças afetam o corno anterior e os elementos ao seu redor. Uma variedade de doenças que podem estar relacionadas à área da medula espinhal inclui vários tipos de atrofia muscular, além de doenças virais como o West Nile. Os médicos podem observar um paciente para condições relacionadas que podem prejudicar o sistema nervoso e a medula espinhal em particular.

Os médicos também podem estudar as áreas ao redor do corno anterior e da medula espinhal para evidências de danos após um evento que causa paralisia parcial ou total. A área da coluna vertebral é uma das partes mais vulneráveis ​​do corpo humano, e o corno anterior e estruturas semelhantes devem permanecer solventes para transmitir mensagens ao cérebro. Os médicos especialistas costumam focar na coluna após um acidente.

Os fisioterapeutas podem ajudar ativamente um paciente de reabilitação a lidar com questões relacionadas ao corno anterior e medula espinhal. Profissionais médicos experientes e treinados podem explicar mais sobre como esse elemento da coluna pode afetar as habilidades motoras ou o desenvolvimento motor. A pesquisa contínua tratará de como reabilitar ou reconstruir elementos da coluna vertebral após um acidente, lesão ou doença.

Como parte da pesquisa mais moderna em torno do corno anterior, os cientistas estão analisando como vários neurônios motores se comportam em ensaios clínicos. O comportamento dos neurônios motores alfa e beta poderia, eventualmente, ajudar a revelar mais sobre como os aspectos celulares da medula espinhal afetam os processos motores regulares e outros processos humanos. Isso poderia trazer mais conhecimento para o mundo dos cuidados quiropráticos e outros tipos de intervenção médica que ajudam os pacientes a combater problemas do sistema nervoso, atrofia espinhal ou muscular e perda geral da capacidade motora.

OUTRAS LÍNGUAS

Este artigo ajudou você? Obrigado pelo feedback Obrigado pelo feedback

Como podemos ajudar? Como podemos ajudar?